Um coletor de jato pulsante em uma instalação de mineração na indústria de caulim, usando filtros de 623 gramas de fibra de vidro com membrana de ePTFE. O cliente estava tendo emissões no secador do pulverizador do coletor de pó e não conseguia encontrar vazamentos no compartimento do coletor de pó ou em qualquer uma das mangas filtrantes, usando equipamentos tradicionais de detecção de vazamentos. O cliente estava tendo que parar a linha de produção uma vez por semana, para fazer um teste de detecção de vazamento, para tentar isolar compartimentos ou trocar filtros que não estavam operando satisfatoriamente.